364

CARRO A GÁS

CUSTO BRASIL

Enquanto o país afunda na corrupção e recessão, Inmetro cria dificuldades para vender facilidades

O GNV, comprado a R$ 0,13 aproximadamente da Bolívia e repassado a R$ 1,70 para os postos revenderem a R$ 2,10 o metro cúbico, em média, se tornou hoje caro e inviável como combustível, assim como o álcool. Seria um elogio chamar isto de incompetência. Isto é uma política venal deliberada deste governo bolivariano para quebrar o País e sangrar a população.

Ontem (14/04/20015) fui fazer a vistoria obrigatória do GNV para poder pegar os documentos do carro no Detran (IPVA, DPVAT, Licenciamento). Estes documentos custaram quase R$ 1 mil. Só para se ter ideia do roubo, nos EUA todo o licenciamento anual de um veiculo equivalente custa menos de U$ 50 ou R$ 150,00 ao ano.

Em tempo: lá continua custando U$ 50 mas aqui no Brasil, hoje, 18/10/2015, já subiu para R$ 200 por conta da inflação gerada por este governo lulopetista.

Mas isto é só o começo. Ao fazer a inspeção anual obrigatória do GNV em empresa concessionária pelo sistema cartorial ao custo de R$ 200,00 (em qualquer oficina 40 minutos de serviço não custaria mais que R$ 50,00) foi constatado que meu carro apresentava 5 novas irregularidades criadas pelos órgãos irresponsáveis, Inmetro e Renavam.

Incrível, ano passado encontraram apenas uma que me custou R$ 600,00, mais R$ 300 de mão de obra. Na ocasião disseram que a cada 5 anos era obrigatória a revisão dos cilindros. Tudo o que fizeram foi tirar e pintar o cilindro de amarelo.

Não mexi em nada no carro desde então mas este ano apontaram 5 novas irregularidades: 1) Falta de um banco interno que retirei há 8 anos desde que adquiri o carro; 2) A luz baixa que não acende; 3) A chapa protetora do cilindro que custou quase R$ 500,00 não precisa mais e tem que ser retirada; 4) E uma etiqueta colada no cilindro que caiu; 5) Problema com uma arruela lisa na cinta do cilindro.

Somando tudo, para andar com carro à GNV, além dos R$ 1 mil de papel, a gente tem que pagar mais R$ 1 mil anual para este esquema burocrático que não serve para nada a não ser sangrar ainda mais contribuinte. Se a gente não se submeter a isso não pega os documentos no Detran e nem pode abastecer o carro com GNV.

Acontece que governo do Estado de Santa Catarina baixou lei obrigando os postos a fiscalizar o porte do certificado de GNV pelos motoristas. Como isso é inconstitucional (não é responsabilidade do posto esta fiscalização) e gera custos, os postos acabaram aumentando o preço de bomba do GNV. Não é uma gracinha este país? Imagine a raiva ao passar por estes problemas irrisórios criados por um governo corrupto, incompetente que não respeita as leis e rouba todo o dinheiro que cai no erário.

Se o governo desse um CARRO ZERO de graça para cada brasileiro, já seria um grande negócio em termos de arrecadação de imposto.

 

avatar Avelar Livio dos Santos
Jornalista e consultor de internet
Fale conosco

 

   

comentários



Anuncie

Topo